Noroeste pode ganhar nova unidade de conservação

Formalizado investimento de R$ 30,5 milhões na ‘Beira-Rio’
13 de junho de 2017
Sancionada a Lei que aumenta área de atuação dos geógrafos
26 de junho de 2017

Noroeste pode ganhar nova unidade de conservação

A deputada Maria Victoria protocolou requerimento verificando a possibilidade de proteger a área insular da Área de Proteção Ambiental Ilhas e Várzeas do Rio Paraná.

As ilhas localizadas na Área de Proteção Ambiental (APA) Ilhas e Várzeas do Rio Paraná, que abrange mais de 1 milhão de hectares no Noroeste do Estado, podem se tornar unidade de conservação de proteção integral – uma garantia legal para preservar este importante ecossistema.

A deputada Maria Victoria protocolou na segunda-feira (19) requerimento endereçado à Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (Sema) e ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), verificando a possibilidade de criação da nova unidade.

“Essa é uma demanda antiga da região e já foi pauta de debates junto ao ICMBio, do Ministério do Meio Ambiente”, comentou a deputada. “A solicitação também está alinhada ao nosso Projeto de Lei 034/2017, que institui a Rota Turística dos Parques do Paraná, recentemente aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia. Além da preservação, essas ações são um importante incentivo ao ecoturismo no Paraná.”