Na tribuna, Maria Victoria saúda a posse da primeira governadora do Paraná

MV_AntonioOlinto
Atuação de Maria Victoria garante esgoto para a área urbana de Antônio Olinto
3 de abril de 2018
MV_PosseAudilene
Maria Victoria prestigia posse da primeira mulher no comando da Polícia Militar do Paraná
12 de abril de 2018

Na tribuna, Maria Victoria saúda a posse da primeira governadora do Paraná

MVCida

A deputada lembrou a trajetória de Cida Borghetti na vida pública e conclamou os colegas parlamentares a contribuírem para a governabilidade, apreciando e aprovando os projetos de interesse do Estado

A deputada Maria Victoria fez questão de subir à tribuna na segunda-feira (9), na primeira sessão plenária após a posse da governadora Cida Borghetti, no dia 6 de abril. Ela preparou um discurso em homenagem à primeira mulher a assumir a titularidade do Palácio Iguaçu na História do Paraná. A deputada falou da bela trajetória da mãe na vida pública e conclamou os colegas da Assembleia a contribuir para a governabilidade, apreciando e aprovando projetos de interesse dos paranaenses.

A deputada Maria Victoria homenageia Cida Borghetti na tribuna da Assembleia. (Divulgação/Alep)

A deputada Maria Victoria homenageia Cida Borghetti na tribuna da Assembleia. (Divulgação/Alep)

“Muitos de vocês, que foram colegas dela nesta Casa, podem confirmar o carinho e o respeito com que ela sempre tratou as pessoas”, lembrou Maria Victoria no discurso. “Esta é uma semana muito especial, porque marca o início de uma gestão que com certeza trará muito orgulho aos paranaenses. É, sim, a continuidade de um bom governo, de um excelente trabalho conduzido pelo ex-governador Beto Richa, mas ao mesmo tempo será um governo com a cara da Cida: de atenção às pessoas, de propostas simples, claras e perfeitamente exequíveis, de uma mulher capaz de atender a todos sem qualquer discriminação. Cida Borghetti tem tudo para pavimentar um caminho ainda mais bonito e promissor para o Paraná.”

O deputado federal Ricardo Barros e a governadora Cida Borghetti, seguidos da deputada Maria Victoria e do marido, Diego Campos, na rampa da Assembleia.

O deputado federal Ricardo Barros e a governadora Cida Borghetti, seguidos da deputada Maria Victoria e do marido, Diego Campos, na rampa da Assembleia.

E prosseguiu: “Para que isso aconteça, ela vai precisar da ajuda de cada um de vocês. Em nome do bom relacionamento que ela sempre teve nesta Casa, peço a contribuição de todos para assegurar a governabilidade, e que juntos possamos aprovar os projetos que vão fazer a diferença no Estado do Paraná. Como disse certa vez o papa João Paulo II, por quem ela sempre teve a mais profunda admiração, ‘a pior prisão é um coração fechado’. Que possamos recebê-la com o coração aberto e o espírito desarmado”.

Confira o discurso na íntegra:

“Senhor presidente, senhoras e senhores deputados…

Fiz questão de subir à tribuna deste Parlamento hoje, por ser a primeira sessão após um dia histórico: o da posse da primeira governadora da História do Paraná, Cida Borghetti, ocorrida na última sexta-feira. Como mulher e progressista, é uma honra para mim vir aqui homenageá-la.

A posse como a primeira mulher a governar o nosso Estado vem coroar uma linda história de vida: Cida Borghetti foi a décima de 13 irmãos, criados com muita luta pela minha avó Ires e meu avô Ivo ao redor do restaurante Cantina Casagrande, nas Mercês. Formada em Administração Pública pela Unisul, com especialização em Políticas Públicas pela UFRJ, começou na Publicidade como estagiária na antiga TV Curitiba, Canal 2, onde comandou o primeiro talk show do Paraná, o Curitiba VIP.

Mais tarde foi trabalhar com marketing político, quando conheceu meu pai, Ricardo Barros, que era candidato a prefeito em Maringá. No início dos anos 90, foi presidente voluntária do Provopar em Maringá. E começou na vida pública em 1998, como chefe do Escritório de Representação do Paraná em Brasília, no governo Jaime Lerner. Também foi deputada estadual nesta Casa por dois mandatos, deputada federal e vice-governadora. Tem portanto uma longa lista de serviços prestados aos paranaenses, e fez história por onde passou.

Mais do que isso: fez amigos. Muitos de vocês, que foram colegas dela nesta Casa, podem confirmar o carinho e o respeito com que ela sempre tratou as pessoas. Cida Borghetti tem um coração enorme, cuida da sua família, da sua mãe que está para completar 92 anos, e me ensinou desde cedo a servir as pessoas.

Esta é uma semana muito especial, porque marca o início de uma gestão que com certeza trará muito orgulho aos paranaenses. É, sim, a continuidade de um bom governo, de um excelente trabalho conduzido pelo ex-governador Beto Richa, mas ao mesmo tempo será um governo com a cara da Cida: de atenção às pessoas, de propostas simples, claras e perfeitamente exequíveis, de uma mulher capaz de atender a todos sem qualquer discriminação. Cida Borghetti tem tudo para pavimentar um caminho ainda mais bonito e promissor para o Paraná.

Para que isso aconteça, ela vai precisar da ajuda de cada um de vocês. Em nome do bom relacionamento que ela sempre teve nesta Casa, peço a contribuição de todos para assegurar a governabilidade, e que juntos possamos aprovar os projetos que vão fazer a diferença no Estado do Paraná. Como disse certa vez o papa João Paulo II, por quem ela sempre teve a mais profunda admiração, “a pior prisão é um coração fechado”. Que possamos recebê-la com o coração aberto e o espírito desarmado.

A admiração que eu tenho pela nossa governadora Cida Borghetti é enorme. Não só por ela estar fazendo História, e ter condições de deixar um legado importantíssimo para o Estado, mas por ela ser uma mãe extraordinária.

Ela vai governar o Paraná pelos próximos 9 meses – o tempo de uma gestação. Que, ao fim desse período, ela traga muito mais do que uma Maria Victoria. Que ela possa garantir muitas vitórias ao povo do Paraná.”