Maria Victoria conquista Hospital da Criança para Maringá

ConveniosSedu
Prefeituras da base de Maria Victoria assinam convênios que somam mais de R$ 2,3 milhões
7 de dezembro de 2017
Colorado1
Colorado assina convênio para recape da Estrada Jupira
20 de dezembro de 2017

Maria Victoria conquista Hospital da Criança para Maringá

IMG_9733

Fruto de um pedido feito pela UEM à deputada, a instituição terá cerca de 160 leitos e começou a tomar forma nesta segunda (18), com a cessão de um terreno de 86 mil m² da União ao município

Dentro de no máximo dois anos, a cidade de Maringá terá um hospital pediátrico com cerca de 160 leitos, que também contará com um centro de pesquisas em doenças raras e será referência na região, atendendo a uma área de cerca de 4 milhões de pessoas. O primeiro passo nesse sentido foi dado na manhã desta segunda-feira (18) no Palácio Iguaçu, onde o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, e o superintendente do Patrimônio da União no Paraná, Jorge Luiz Moreira da Silva, assinaram o contrato de cessão de uso de um terreno de 88,6 mil m² do antigo aeroporto, no Novo Centro Cívico maringaense, da União para o município.

Os 24 meses correspondem ao prazo de que a prefeitura dispõe para a construção do hospital, mas a utilização de estruturas pré-moldadas vai permitir que ele seja erguido em aproximadamente nove meses. O contrato de cessão de uso prevê a utilização gratuita do terreno para este fim e terá vigência de 20 anos, prorrogáveis por igual período se for do interesse do município. O novo hospital ocupará uma área de 23 mil m² e vai oferecer 21 especialidades da pediatria, entre as quais oncologia, ortopedia, cardiologia, gastroenterologia e endocrinologia, entre outras.

A construção do hospital conta também com o apoio da Organização Mundial da Família e do Hospital Pequeno Príncipe. A OMF vai repassar recursos financeiros e técnicos, e o complexo Pequeno Príncipe, referência nacional em saúde infantil, dará apoio e consultoria ao projeto – e também poderá participar da licitação para auxiliar na gestão da unidade. Esses apoios foram costurados em conversas da deputada Maria Victoria com a presidente da OMF, a pediatra Deisi Kusztra, e com o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro. Já a cessão do terreno à Prefeitura de Maringá foi articulada pela vice-governadora Cida Borghetti e pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O prefeito Ulisses Maia, a vice-governadora Cida Borghetti, o secretário de Saúde de Maringá, Jair Biatto, a deputada Maria Victoria e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, na solenidade.

O prefeito Ulisses Maia, a vice-governadora Cida Borghetti, o secretário de Saúde de Maringá, Jair Biatto, a deputada Maria Victoria e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, na solenidade.

“O Hospital da Criança de Maringá começou lá atrás, quando recebi o pedido do reitor da UEM para a instalação de um centro de pesquisa em doenças raras, motivado pela minha atuação nessa área. Hoje, graças a Deus, o destino nos colocou a oportunidade de trazermos um grande presente de Natal para Maringá e para as crianças da região, que é o Hospital da Criança, com a parceria e o apoio do Hospital Pequeno Príncipe, que vai permitir à instituição prestar atendimento em oncopediatria e outras 20 especialidades”, afirmou a deputada estadual Maria Victoria. “É um avanço muito grande, e eu me sinto honrada por ser de certa forma a madrinha do hospital.”

“É uma honra participar deste momento histórico, onde hoje a prefeitura recebe da União esta área de mais de 88 mil m² para o Hospital da Criança, que teve o início do trabalho feito pela deputada Maria Victoria, com o apoio do ministro da Saúde e a parceria com o Governo do Estado e a prefeitura, o que vai permitir que tenhamos um centro de referência na saúde infantil na nossa região”, resumiu o prefeito de Maringá, Ulisses Maia.

A vice-governadora Cida Borghetti confirmou o suporte do Governo do Estado e comemorou a iniciativa: “É uma semana histórica não só para Maringá, mas especialmente para a saúde das nossas crianças, a notícia da construção deste hospital. Parabéns a todos pela mobilização, em especial à Organização Mundial da Família, na pessoa da sua presidente, a doutora Deisi Kusztra, por sua atenção tão especial às nossas crianças”.

O ministro Ricardo Barros, por sua vez, saudou a união de esforços que permitiu que o projeto saísse do papel: “Maringá terá seu Hospital da Criança, uma decisão acertada do prefeito Ulisses Maia, que aceitou o desafio de ter uma estrutura de saúde tão grande no município, e da deputada Maria Victoria, que iniciou este processo com a ideia do centro de pesquisas em doenças raras que evoluiu para esta parceria”, lembrou.

O secretário municipal da Saúde de Maringá, Jair Francisco Biatto, foi na mesma linha: “O prefeito Ulisses Maia acertadamente aceitou o convite do Ministério da Saúde, do Governo do Estado e da deputada Maria Victoria para implantar o Hospital da Criança na cidade. Será um hospital com cerca de 160 leitos, com UTI neopedriátrica, que com a parceria e apoio do Hospital Pequeno Príncipe vai trazer uma nova medicina para as crianças de Maringá e de toda a região”.

Diretor corporativo do complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro explicou como se dará a parceria com o Hospital da Criança de Maringá: “O Complexo Pequeno Príncipe está junto dessa iniciativa desde o início, o que se dá quando a gente é formalizado como centro de referência nacional em doenças raras. A partir daí, começamos a participar das conversas de definição do que seria um grande hospital pediátrico que pudesse atender toda a região Norte e Noroeste do Paraná, e também estados vizinhos e até o Paraguai, cobrindo uma área que engloba cerca de 4 milhões de pessoas”, detalhou. “Seria muito importante que este hospital prestasse assistência, com ótimo acolhimento das crianças e suas famílias, mas também de ensino e pesquisa. O que vai ser feito em Maringá é muito importante, tanto para a comunidade como para a ciência, que vai ajudar a desenvolver a região. É um privilégio para o Pequeno Príncipe poder oferecer o que tem de conhecimento e energia para este projeto.”

O superintendente do Patrimônio da União no Paraná, Jorge Luiz Moreira da Silva, frisou a importância da obra também para o governo federal: “O Ministério do Planejamento, por meio da Secretaria do Patrimônio da União, orgulha-se por participar deste momento ímpar, em que a comunidade de Maringá e da região e a população do Estado do Paraná recebem a doação desta área para a instalação do hospital pediátrico”.